terça-feira, dezembro 19, 2006

[Mercado] Brasil tem condições de brigar com a Índia no mercado de TI

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO
Nota enviada pelo meu amigo Camilo Telles há algum tempo, mas que merece ser publicada em virtude da reflexão feita a respeito do mercado mundial. Leiam e reflitam qual será será o destino da Bahia em 2007.
----------------------------------------

O Brasil tem grandes condições de competir com a Índia no mercado mundial de exportação de serviços em TI (tecnologia de informação), mas é importante que o governo invista na educação e na capacitação de técnicos para trabalhar a área. A carência de mão-de-obra especializada é geral.

A opinião é do empresário Jair Ribeiro, ex-banqueiro e um dos sócios da empresa especializada em TI Braxis IT Services, que acaba de anunciar a fusão com a Unitech Tecnologia da Informação. A fusão gerou uma das maiores empresas de serviços de TI no país, com faturamento de R$ 170 milhões neste ano e de R$ 200 milhões previstos para 2007.

Uma das grandes vantagens para o governo apoiar o setor de TI, segundo Jair Ribeiro, é de não serem necessários os enormes investimentos em infra-estrutura que são precisos, por exemplo, para exportar os bilhões de dólares em soja ou em minério de ferro. Além disso, o ex-banqueiro ressalta o fato de se tratar de uma indústria limpa e exportadora de um produto que representa valor agregado para o país.

Hoje, 84% do mercado de exportação de serviços em TI está nas mãos da Índia, que é calculado em US$ 600 bilhões só nos Estados Unidos. O interessante é que só 10% dos serviços de TI das grandes companhias americanas e européias são terceirizados, apesar de essa opção representar uma economia para a empresa de 30% a 40% de custos na área.

As grandes empresas, no entanto, querem reduzir essa concentração do mercado na Índia, em razão dos riscos geopolíticos daquele país. Os países estão em busca de novos mercados, e o Brasil é uma opção natural.

A China é uma ameaça e está apostando pesado nessa área, mas, até em razão da proximidade, seu principal cliente deve ser o Japão. Já nos países do Leste Europeu, a tendência é que cada vez mais os salários se equiparem aos do restante da Europa, o que torna as empresas menos competitivas.

2 Comments:

At 3:51 PM, Anonymous Igor Abreu Garcia said...

Vou usar duas sentenças do mesmo parágrafo do texto pra comentar:
TRECHO 1:
"O Brasil tem grandes condições de competir com a Índia no mercado mundial de exportação de serviços em TI (tecnologia de informação)"
=> que ótimo, sabemos disso. Temos consciência de que o Brasil tem um grande POTENCIAL e chances de crescer muito!

TRECHO 2:
", mas é importante que o governo invista na educação e na capacitação de técnicos para trabalhar a área."
=> Pronto, MATOU as chances do Brasil...

 
At 11:58 AM, Anonymous Everton Zanotelli said...

Não e na india que se programa por um valor muito baixo?

Isso seria bom para a Bahia?

 

Postar um comentário

<< Home