quinta-feira, outubro 02, 2008

[Governo] Programa Cidades Digitais é lançado em Feira de Santana

Excelente!!!! Entretanto... enquanto isto nas eleições de Salvador... creio que nada divulgado como plataforma de governo...
-------
======================================
Programa Cidades Digitais é lançado em Feira de Santana
======================================

Uma área de 226km2, que inclui a sede de Feira de Santana e mais uma
grande área no entorno, vai ser a primeira parte da Bahia atendida
pelo programa Cidades Digitais.

O programa foi lançado ontem (dia 24), na sede da Câmara de Diretores
Lojistas (CDL), em Feira de Santana. A iniciativa é da Secretaria de
Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), que vai
priorizar instituições públicas, bairros populares e a população de
baixa renda, não se restringindo a esses pontos.

A região vai ter internet banda larga sem fio, uma infra-estrutura
tecnológica que vai permitir o acesso a diversos serviços da
Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Através da iniciativa,
será disponibilizada internet em praças públicas e a todas as
instituições públicas de Feira de Santana (municipais, estaduais e
federais), bem como aos Centros Digitais de Cidadania (CDCs),
implantados no município pelo Cidadania Digital (Programa de inclusão
sociodigital do Governo do Estado).

Serviços públicos, organizações não-governamentais e escolas estão na
primeira lista das instituições a serem atendidas. A tecnologia
empregada, conhecida como Mesh, vai permitir uma rápida expansão, num
crescimento exponencial dos atendidos.

De acordo com o Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Ildes
Ferreira. "além de Feira de Santana, o programa vai chegar a outros 23
municípios baianos do interior". Ele explica que nestes locais, será
possível reduzir custos com tecnologia como a VoIP – Voz sobre IP –
que substitui o telefone e é quase de graça. "Na segunda maior cidade
baiana, o processo está mais adiantado já que as verbas de implantação
foram garantidas por uma emenda parlamentar na Câmara Federal",
completa. A previsão é que os equipamentos comecem a operar no
primeiro semestre de 2009.

Programa atinge todas as áreas da administração pública

No Brasil, a implantação de cidades digitais vem beneficiando
praticamente todas as áreas da administração pública, como educação,
saúde, segurança e até economia dos gastos públicos. No campo do
governo, permite a modernização da administração pública, com a
integração, via computador, de todos os órgãos e autarquias, a
integração das estruturas tributária, financeira e administrativa, o
aumento da arrecadação tributária e a melhoria da fiscalização, dentre
outros benefícios.

No terreno da cidadania, propicia a implantação de Centros Digitais de
Cidadania (CDCs) com custos de internet reduzidos. Na esfera da
educação o Programa Cidades Digitais promoveu a integração de escolas
a outras instituições de ensino e pesquisa, além do acesso a
laboratórios de informática e a acervos de livros e documentos históricos.

Na área da saúde, a cidade digital propicia a gestão integrada dos
centros de assistência à saúde, interligando os serviços de
emergência, como o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, com o uso de
novas tecnologias, a exemplo de videoconferências e telemedicina. No
espectro da segurança pode interligar, via computadores, o Corpo de
Bombeiros e as Polícias Civil e Militar e instalar câmeras de
vigilância pela internet nos pontos mais vulneráveis das cidades. Por
fim, no setor da economia, garante a comunicação mais barata, por meio
da banda larga.

Experiência em outros estados já mostra resultados

No Brasil, a implantação de cidades digitais vem melhorando a
qualidade de vida em municípios como Macaé e Piraí (RJ), Porto Alegre
(RS), Paulo Afonso (BA) e Sobral (CE) e que, agora, chegará a Feira de
Santana. Com isso, famílias de baixa renda poderão desfrutar da
internet banda larga, pagando pelo serviço apenas 30% do valor de mercado.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secti

3 Comments:

At 7:37 PM, Blogger shankar said...

Já ouvi algum canditato daqui de Salvador falando sobre isso em um desses programas eleitorais. Não me recordo ao certo qual, acho que foi "ACM, o Neto", também não importa... provavelmente não iria fazê-lo, pois pelo discurso: "instalação de equipamentos por toda cidade. Equipamentos que SÃO BARATOS e que trazem grande benefício à população... em 'nao sei onde' isso já existe e vou trazer aqui pra Salvador..."

Acredito que com a inclusão digital e popularização de redes sem fio, a implantação de um projeto deste tipo será em breve nao mais um privilegio, mas uma necessidade.
Em pouco tempo, as necessidades básicas de uma região será, água, luz, esgoto, asfalto e banda larga (com ou sem fio). Telefone? Pra que?

 
At 11:28 AM, Anonymous sogenes said...

Infelizmente os governantes tem uma visão quantitativa, do que venha a ser inclusão digital, para eles só o acesso a internet já caracteriza inclusão digital, mas está errado o acesso é um passo inicial para a inclusão digital, sendo principalmente necessário a alfabetização digital, para construção de um sujeito autônomo e auto-crítico. Portanto precisamos unir o quantitativo ao qualitativo.

 
At 8:36 PM, Anonymous Anônimo said...

Beleza.
Parabéns para todas as pessoas envolvidas nesse mega projeto, que sem sombra de dúvidas, trará não só desenvolvimento para as regiões atendidas como também oportunidades únicas no crescimento tecnológico necessário e essencial ao perfeito desenvolvimento de uma região importante de nosso país. Meu muito obrigado para todos vocês.

 

Postar um comentário

<< Home