sexta-feira, fevereiro 08, 2008

[P&D] Google lança pacote de produtividade que dribla departamento de TI - Notícias - PC WORLD

Fonte: PCWORLD

Resolvi publicar esta notícia em virtude da tendência atual de convergência de tudo que seja funcional em uma rede para os navegadores da internet. Com o aumento de banda, muita coisa interessante pode aparecer e é um gancho para o desenvolvimento de idéias novas para os empreendedores de plantão.
-------------------------------------------------------------------------

O Google está lançando uma nova versão do seu pacote de aplicativos hospedados na web que pode ser usada por funcionários dentro do ambiente de trabalho sem a necessidade do envolvimento do departamento de tecnologia – mais uma dor de cabeça para os administradores de rede preocupados em barrar softwares não autorizados no ambiente corporativo.

O lançamento, chamado Google Apps Team Edition, deve estar disponível nesta quinta-feira (07/02) gratuitamente, e é voltado a usuários que se interessam pelas ferramentas online e cujas empresas não adotaram o pacote de produtividade do Google, disse Rajen Sheth, gerente sênior de produtos para Google Apps.

A versão Team Edition inclui serviços de comunicação e colaboração de outras edições, como processador de texto, planilhas, mensagem instantânea e calendário, mas não o Gmail, que requer a autorização da empresa para direcionar o tráfego de mensagens.

Mais de 500 mil organizações, a maioria delas pequenas empresas, já baixaram o Google Apps, mas as versões anteriores - Standard, Education, Partner e Premier – exigem envolvimento do departamento de tecnologia na implementação, pois utilizam o domínio corporativo.

Com o Team Edition, qualquer usuário que tenha um endereço válido dentro do domínio da empresa pode compartilhar serviços – independente da autorização departamento de tecnologia.

“O departamento de TI tem a opção de assinar a versão Standard Edition gratuitamente se quiser ter controle sobre o processo”, argumentou Sheth. A edição também pode ser atualizada para as versões pagas, como a Premirer, que custa 50 dólares por usuário ao ano.

Para Matt Cain, analista do Gartner, o Google terá que equilibrar o incentivo aos usuários finais e a participação do departamento de tecnologia se quiser emplacar o serviço. “O Google vai encorajar a adoção dos usuários finais, mas não pode retirar a intermediação da equipe de Ti, que no final limpa qualquer bagunça feita”, avalia.

1 Comments:

At 7:17 PM, Blogger Caique Dourado said...

Venho utilizando o Google Apps há algum tempo, mesmo na versão gratuita os recursos são vastos...

http://caiquedourado.com/2007/10/18/experimentando-o-google-apps/

Abraço!

 

Postar um comentário

<< Home