terça-feira, outubro 02, 2007

[P&D] GAZETA: TecnoVia receberá R$ 13,6 milhões

Fonte: Gazeta Mercantil

Novidades da Tecnovia - Que venham os tratores!
-------------------------------------
2 de outubro de 2007 - Além do aporte do MCT, parque tecnológico terá investimentos futuros de R$ 14 milhões. O Parque Tecnológico de Salvador, TecnoVia, começa a sair do papel com a liberação de R$ 13,6 milhões pelo Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT). Ontem, o ministro Sérgio Resende esteve na capital baiana e assinou o termo de compromisso para a autorização dos recursos à implantação de um antigo projeto baiano para o desenvolvimento das áreas de tecnologia da informação (TI), energias renováveis e biotecnologia no estado.

Projetado pelo governo estadual, por intermédio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o TecnoVia será dotado de toda infra-estrutura necessária para atrair empresas de base tecnológica e vai contar também com incubadoras de empresas, centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D), laboratórios de núcleos de pesquisa, além de áreas compartilhadas para interação entre universidades e empresas. A meta é iniciar as obras ainda neste ano.

Além do aporte do MCT, o TecnoVia contará com investimentos futuros de R$ 14 milhões, fruto de uma emenda de bancada de deputados federais da Bahia. Outra fonte de recursos é o Programa Estadual de Incentivos à Inovação Tecnológica (Inovatec), que garantirá até o final de 2010 R$ 60 milhões para empresas e instituições privadas dispostas a realizar novos investimentos de base tecnológica e órgãos e instituições da administração direta e indireta municipal, estadual ou federal que realizem sistematicamente investimentos em CT&I na Bahia.

Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Ildes Ferreira, a implantação do parque será realizada por fases num projeto de longo prazo. "A intenção é manter a harmonia com o meio ambiente através da implantação de empresas com tecnologias limpas e da conservação da vegetação nativa de mata atlântica, que ocupará cerca de 50% da área", disse, destacando os setores estratégicos: tecnologia da informação e comunicação, biotecnologia e energia.

O TecnoVia conta com o apoio da Prefeitura de Salvador, que criou incentivos fiscais para a área (IPTU e ISS). O governo do estado, por sua vez, já conseguiu regulamentar a lei que institui o Programa Estadual de Incentivos à Inovação Tecnológica (Inovatec). Para o exercício financeiro de 2007, o programa disporá de R$ 15 milhões, provenientes do Fundo de Investi-mentos Econômico e Social da Bahia (Fies).
Atualmente existem no Brasil cerca de 40 parques tecnológicos implantados e em fase de implantação, sendo 18 na região Sudeste, 12 na Sul, seis na região Nordeste, um na Centro-Oeste e outro na Norte. O modelo de parques tecnológicos é uma política pública estratégica para fomentar o desenvolvimento regional, uma vez que é aderente às particularidades e vocações produtivas de cada região reunindo empresas e institutos de pesquisa num espaço planejado e organizado de modo a permitir o uso de serviços compartilhados.

Quase sempre próximos dos laboratórios de grandes universidades, os parques tecnológicos são ambientes muito favoráveis ao desenvolvimento de atividades de alto valor agregado e ao surgimento de empresas de base tecnológica. Para o ministro Sérgio Rezende, o parque tecnológico é uma forma que há no mundo para estimular as empresas inovadoras, que fazem produtos novos e ganham mercado em todo o mundo. "A depender de suas áreas prioritárias, o parque pode atrair empresas locais, nacionais e estrangeiras e, através da sinergia, otimizar a proximidade das empresas", disse. (José Pacheco Maia Filho - Gazeta Mercantil

1 Comments:

At 12:20 PM, Blogger DoS said...

Opa! Boa notícia para nós baianos. Espero que daqui a pouco tempo tenha mercado para nós futuros profissionais de TI!!!

 

Postar um comentário

<< Home